sábado, 5 de julho de 2008

Showmício



Ela esteve seis meses nas mãos das Farc. Disseram que estava doente e sendo mal-tratada por um "déspota", em suas próprias palavras.

Após ação cinematográfica do Exército colombiano, ela é libertada.

Sai do avião saudável e sorridente e dana a fazer discursos e mais discursos. Não derrama uma gota de lágrima.

No dia seguinte, encontra os filhos. Nem ela nem os filhos derramam uma gota de lágrima.

Jantar na Embaixada da França e já parte no avião presidencial francês para turnê internacional.

Perguntada se é candidata a presidência, responde o que qualquer político responde: "Não cabe a mim responder isto".

Os americanos, sequestrados há cinco anos, são examinados por médicos, que constatam que eles estão bem. Desta vez sim o reencontro com os parentes é emocionante.

Interessante a libertação da Dona Ingrid, não?

2 comentários:

Arrebenta disse...

Estás a ver, Papoy, como com sete minutos de diferença, escrevemos exactamente a mesma coisa, de ambos os lados do Oceano?
Dá cá um abraço rapaz, que a coisa está negra para todos nós!...
E viva a Língua Portuguesa!...

Fado Alexandrino disse...

Nunca nos devemos esquecer que Centrum contêm todas as vitaminas e sais necessários ao organismo.
De notar que os olhos enormes de Manuela Guedes ontem ainda se abriram mais ao ver que ela estava com pior aspecto que a prisioneira,