sexta-feira, 4 de julho de 2008

Episódios de uma Fotonovela de "Controleira"


Mais episódios da saga da Controleira. Tínhamos ficado por ontem, e vamos recomeçar por hoje. Isto é ela, à 1.26 h. da manhã, já com a família toda enfiada na cama, e de chinelos e rolos no cabelo, naquele seu jeito de dona da rua, a agitar a testa, o tal tique de cabeça e dos olhos, a sentar-se no computador, e a escrever, à média-luz, o primeiro insulto, de quem domina, como ninguém, o panorama... (Confirme, clicando na imagem, as horas da ligação)
... é o fruto da ligação da 1.06 h. da manhã, através do célebre PROXY!!!! --PESSOAL, AFINAL É UM PROXY,

PAGO --- OS TRIBUNAIS ADORAM COISAS PAGAS!... ---


e disponível aqui:


O seu tom de teclar é fabuloso, oscila entre a Caballé, já na fase dos gritos, e o uivo da hiena, quando é imprevistamentre atropelada pela manada de elefantes. Mas volta depois, porque não se esqueçam de que ela TEM MESMO DE DORMIR, nem que sejam duas ou três horas, como qualquer louco, mas só pela hora do almoço, para os insultos seguintes...

... o do Arrebenta, por quem ela tem uma fixação que só terapeuticamente (ou com uns estalos do marido) poderá ser resolvida...


... e do Pedroso, de quem ela tem mais medo (e bem sabe por quê) do que o Diabo da Cruz...
... e o genérico, quando a avisam de que coisa tem mesmo de acabar, a bem, ou a... mal. E ela sabe que pode, mesmo, acabar... a mal :-)


Também somos muitos, querida, e com contactos naquela Inspecção que até te faz calafrios (esta é novidade, ou não?...) Até amanhã, durmam bem, comentem melhor, porque, decerto, teremos novos episódios, para irmos subir nas audiências. Visite também a nossa empresa de limpeza externa: há sempre um novidadezita pronta, pronta, para saltar...

6 comentários:

Anónimo disse...

Essa mulher não pára?...

Controleira disse...

Já me chamaram tudo, mas...
Mulher?!
Com um IP deste tamanho?

Madame Mao disse...

Sim, de facto não mereces esse nome. A tua mancha, para os espíritos fracos, arriscava-se a generalizar-se a todo o género. Felizmente os nossos leitores não pertencem à base...

Violência disse...

Bem vinda a Lisboa. Por isso havia aquele cheiro mau, hoje de manhã, no ar...

Bichinha-pão-com-ovo-e-velho-EMO disse...

Hoje eu tenho que bater milhões, porque eu não estou morto! Porque quando eu estiver duro embaixo da terra e roxo, aí sim...
Mas quero morrer com boquinha francesa de broche. Quem nasce na purpurina um dia volta para Swarovski.

Anónimo disse...

Acabaste de entrar. Vens comentar, puta de merda?...