sexta-feira, 20 de junho de 2008

O homem mais pobre de Portugal

Neste blogue praticam-se a Liberdade e o Direito de Expressão próprios das Sociedades Avançadas
Imagem do KAOS
Agora, que está a passar a Lua Cheia, e já não me vejo na obrigação de andar, altas horas da noite, por Monsanto, de gatas e a uivar, comecei a prestar mais atenção à Realidade. Como bom Português, adoro os uivos que davam os descamisados, ao perceberem que tinham levado um coice no Santíssimo Tripé, e agora já só lhes restava a Goela da Mariza e os chichis da área de serviço de Fátima. E dêem-se por satisfeitos, porque no Darfur têm de sobreviver com muito menos...
Depois, vim por aí fora e -- já dei as voltas todas ao Yuoutube e não encontro -- como não havia noticiários, só parvoíces relacionadas com bolas e pontapés (Um parêntesis: parece que a Lógica do Tomem-um-Pedacinho também pegou no Futebol, e que realmente isto não é um país, mas uma Bandeira de Conveniência. Primeiro, vieram cá assinar o Tratado de Bilderberg, que não passa DISTO, deram-nos um chuto no cu, e foram-se embora, desembestando imediatamente as Bolsas na especulação sobre o preço do Petróleo e dos Alimentos, também conhecida por acordaram-um-dia-de-repente-e-descobriram-que-não-havia-tantos-recursos-para-tanta-gente, mas na véspera ainda havia, e o pior vai começar quando especularem sobre o preço da Água. Diz que os Japoneses já lançaram um carro a hidrogénio, ora o hidrogénio deve obter-se por electrólise da água, logo... é isso, embora o Buescu diga que não, o aumento do nível dos Oceanos vai levar a que se converta o excesso de água em hidrogénio, com enormes libertações de O (oxigénio) que vai ter sobre nós aquele efeito de "overdose" de quem se senta numa cadeira e respira fundo durante três minutos. É de cair para o lado: vamos passar a ter tudo gratuito, drogamo-nos com oxigénio, e como o oxigénio é um veneno, vamos ter as velhas a caírem para o lado, com um último "ai-nossa-senhora-me-valha!..." o que vai reequilibrar novamente a Segurança Social, e poderemos voltar a organizar o Euro-2016, com mais cem estádios, um em cada uma das Juntas de Freguesia exemplares do País),
já me perdi...,
este país é exemplar em tudo, mas não é só aqui, parece que as bruxas proliferam por todo o lado, desta vez é um tal de Bob Janjuah, pelo nome, também de Etnia Judia, a anunciar que vai rever-se o "Crash" de 1929, nas Bolsas, em Setembro. Isto, mais o barril de petróleo a $150 US, no dia 4 de Julho, e o horrível atentado da Al-Hollywood-Qaeda, nos Jogos Olímpicos de Beijing, que vão manter os ânimos exaltados e revoltados durante o Verão, é o Triunfo das Bruxas: vai tudo ser excelente e maravilhoso, para nos fazer esquecer de que estamos rapidamente a caminho da "Silly Season". Por mim, até está bem, geralmente o tempo começa a piorar em Setembro e é da maneira que saio menos de casa, cada qual vive a vida como pode.
Para mim, uma água tónica e uma sandes de coirato chegam para sobreviver decentemente.
Depois, vinha num dos jornais sensacionalistas, acho que o "24 Horas" -- aquele que foi inventado para provar que o Carlos Cruz estava inocente, e depois derrapou para pior -- que andavam a investigar o Homem Mais Rico de Portugal. Acho mal, porque toda a gente sabe como ele chegou lá. Em contrapartida, deviam investigar o Homem Mais Pobre de Portugal, que ignoro quem seja, mas suponho que estaria lá um condensado de toda a nossa miserável História, desde os Ciclos do Pilhanço até ao Gamanço de Estado, de José Sócrates & Cia. limitada.
Acho que o Homem Mais Pobre de Portugal deveria ser uma sensação dos programas da manhã da TVI, e até podia ser apresentado ao Cláudio Ramos, já que pobreza não implica, necessariamente, pequenas matubas, e às vezes há grandes surpresas debaixo de braguilhas ranhosas. Maria de Lurdes Rodrigues, a que tem uma fenda no lugar da boca, até o poderia apoiar, para ver se lhe sacava um 100% de sucesso em Matemática, porque o Homem Mais Pobre de Portugal conhece a mais importante das Operações Aritméticas, a Subtracção, que é a linha única do seu "Curriculum Vitae".
Por mim, estou desejoso de que cheguem estes cataclismos todos: que Portugal perceba que os seus Meninos de Ouro foram a contribuição pontual para a Nova Salvífica do Neo-Cristianismo de Bilderberg. Haverá, para ti, endividado durante 70 anos, pobre, inculto e analfabeto, com sucesso nas Provas de Aferição, sempre a esperança de salvação de te tornares num Cristiano Ronaldo. Português comum, ouve-me, podes já ir treinando, andando de saltos altos, e pondo as tuas namoradas em brutas cenas de fufice, enquanto afagas a trombinha semi-rígida, na beira da piscina.
Asco.
Mais sinais de Bilderberg, depois de cá vir assinar o Sinistro Tratado e nos atirar para a periferia das inflações de preços (abençoada rasteira irlandesa...), foi ter criado o mito do Analfabetos dos Pés, e agora tirar-nos o tapete, mandando os Meninos de Oiro para fora, e para os caudais de dinheiro da Mafia Russa, entre outras, que não conheço todas, nem quero conhecer. (Até Cuba é agora séria...)Bem me basta ter de virar a cara, sempre que passo à porta do "Eleven", no Parque Eduardo VII.
O Ponto Final é uma coisa para a qual peço mesmo ajuda: toda a gente sabe que sou VISCERALMENTE anti-Obama. Hoje, ao zappar entre canais, como atrás referi, assisti a uma coisa que deveras me chocou, na CNN: naquelas faixas de transição -- suponho que se chamem "trailers" -- passava uma sequência rapidíssima de imagens, entre as quais, um porco negro, tipo o que está no perfil do nosso colaborador Mugabe, e quatro ou cinco imagens a seguir, a Campanha de Obama. Tenho alguns defeitos, um deles, o de Olho de Lince; o outro o de ter uma Cultura que ainda me permite identificar, numa fracção de segundo, uma imagem subliminar. Não gostei daquela imagem subliminar: estava num nível muitos furos abaixo daquele em que me movo.
Detesto Obama, o putativo Sócrates Americano, mas há limites para a vandalização e para os golpes baixos.
Vivemos numa época repugnante.

16 comentários:

Senhora da Burka disse...

O Obama quer que tu te fodas.

Viródisco!

Madame Mao disse...

A Controleira tinha andado desaparecida, mas há sempre um pequeno clique que lhe desperta a necessidade. Seja bem vinda. Já toda a gente a (re)conhece e ser ridícula (ainda) não paga imposto.

Licenciada disse...

É sempre o célebre perfil "Allegra Geller"

http://www.blogger.com/profile/03379089684046396733

Tarada ou maligna, de qualquer maneira já seguiu queixa para o www.blogger.com

Senhora da Burka disse...

LOL
Não deves muito à inteligência, cara de boga gorda.

Arrebenta disse...

Ai que nervos!

e-ko disse...

isto vai de mal a pior...

alguém precisa dum empurrão ?

Arrebenta disse...

Não, ninguém precisa de um empurrão.
A coisa cairá por si mesma.
Trata-se de não atingir mais ninguém com os estilhaços :-)
Falta só um pequeno dado: se for doença, será remetida para o espaço competente; se for lixo humano, chama-se o camião.

Arrebenta disse...

A questão central é que, de facto, esta pessoa já devia ter percebido, ao fim de um ano e dos estragos que provocou no blogue, das relações que envenenou entre as pessoas, das mentiras, da cobardia, da obsessão, de tudo o que quiserem, que não é bem vinda aqui, melhor, QUE NÃO TEM LUGAR AQUI.
Evidentemente que, como cidadã de um país (ainda) constitucionalmente livre, e, de acordo com os nossos princípios, é livre de aparecer, como ela própria, como anónima, como pseudónima, como heterónima, como bem quiser.
Agora, tem de perceber que, para a grande maioria dos leitores deste espaço, totalmente fora dessas porcarias passadas, a insistência num cenário de que já ninguém se lembra só tem o efeito de pôr toda a gente a olhar, como, mesmo sem querer, olhamos, para aqueles fala-só, gesticuladores, com que (infelizmente) cada vez mais nos cruzamos no quotidiano.
Os interessados no tema já foram informados da parte cavalheiresca da coisa.
A outra, por cavalheirismo, não foi aflorada, mas, como diz a E-ko, um dia destes, a coisa só lá vai com um chuto mais forte no cu.

Somos um blogue onde os comentários, geralmente, são equilibrados, ou são respostas entre dissenssões internas, que não passam disso: espíritos fortes que defendem perspectivas diferentes, e isso é salutar. Pena que os debates televisivos não atinjam o calor de certas trocas de galhardetes entre o Paulo, quando lhe chega a pimenta à maçaneta, e a E-Ko, quando se veste de amazona.
Agora, é, realmente... nem sei como classificar... qualquer coisa entre o patético e o deplorável, haver alguém que não se consegue calar com um assunto que já não interessa nem ao menino jesus. A quem é que pode interessar que haja uns quantos perfis registados no blogger que uma vez aparecem com um nome, outra vez com outro?...
Isso é elementar, qualquer adolescente sabe fazer, entra com o seu gmail e depois altera o nome com que o comentário vai aparecer. Será que isso lhe dá alguma excitação? Será que faz MESMO parte de uma patologia? Será que pensa que isso faz mossa nalguma pessoa deste grupo? Será que pensa que ganha visibilidade? Será que a compulsividade é realmente patológica? Será que quer continuar a passar por uma pessoa inocente a quem um malvado fez um irremediável agravo?
Será que a mulherzinha ainda não percebeu que o autor do "Arrebenta" já nem da cara dela se lembra, nem das histórias, nem de quem ela era? Será que, depois de um ano, ainda não percebeu que, sempre que se tornar impertinente, se vai ter de explicar a história aos nossos novos leitores e colaboradores? Será que ainda não percebeu que isto, ao contrário do que possa pretender, alastra em mancha de óleo, por mais esforços que eu queira fazer para o evitar? Será que continua a insistir que neste blogue só há uma pessoa a escrever? Será que não consegue perceber que é com esforço que já consegui, por várias vezes, evitar que os meus mais íntimos disparem a matar?
Será que não percebe que toda a gente se está boorrifando para que vá criando pseudo "arrebentas", "senhoras da burka", "idi amins", "heliogabalus (?)", "mugabes" e todas as outras porcarias com que se traveste?
Será que essa mulherzinha não percebe que, na Net, as coisas correm a uma velocidade tal que UM ANO é equivalente a um século virtual?
Será que não percebe que este é um espaço de intervenção, de referência, e fulcral, no momento crítico que o País, a Europa e o Mundo atravessam, e que o pequeno assunto de se andou, ou não andou, e com quantos andou, a pôr os cornos virtualmente, ou realmente, ao marido, não interessa a ninguém, nem a mim, nem a qualquer dos colaboradores e leitores deste espaço?...

A coisa é muito simples, eu ODEIO Futebol. Agora, imaginem que por odiar Futebol, ia, diariamente, à caixa de comentários de "A Bola", ou do "Record" escrever: "EU ODEIO FUTEBOL!..." Um dia, alguém se chateava, e punham-na fora, ou faziam-na passar por um vexame em que nunca mais lá punha as patas.

Criatura, se este espaço lhe desagrada, como já declarou AQUI:

http://braganza-mothers.blogspot.com/2008/04/para-encerrar-de-vez-problemas-com.html#links

pá, é simples: deixe de vir cá, como nós também não frequentamos os seus sítios.
Fiz-me entender, ou é preciso ir buscar um megafone?...

Foda-se... :-\

stamina disse...

não te desgastes arrebenta.. não vale a pena.. adiante.

;)

Arrebenta disse...

É que isto é mesmo irritante, fosga-se!
Mandei a queixa para o blogger.com e eles mandaram-me levar no cu.
Incrível, só neste país!

Que é que eu faço agora?
Deixar de difamar, insultar, caluniar e lançar boatos sobre as figuras públicas de quem eu não gosto?

Nem pensar!

Madame Mao disse...

A Controleira não desiste.
Acabou de apagar os seus rastos de passagem pelo "Café Puro Arábica". Alguém terá aberto os olhos?

Licenciada disse...

E o tom vai descendo...

Mugabe disse...

Querido "pseudo-arrebenta" a nossa táctica é mais emocionante e elementar: é relembrar os seus contactos aos membros da Opus Dei, cujos dados pessoais, você, como pécora que é, andou a espalhar por toda a Net. Já se esqueceu da sua devassa do BCP e do Diploma do Engenheiro?...
Sua Porca!

Senhora da Burka disse...

Opus Dei??!?!?
BCP???
Puro arábica???

Quid???????????????????????

Arrebenta disse...

Ainda hoje passei pelo "Puro Arábica", e havia uma homenagem que queria fazer -- as homenagens são justas, como justo é tudo o resto -- para celebrar um texto altíssimo, assinado por "Sofia Bochmann", como celebração do Amor Espiritual.
Ia colocá-lo aqui, como epitáfio para coisas que acabaram.
Tinham-no apagado... :-|

Arrebenta disse...

... e acho que vou bloquear esta caixa de comentários. Já entrou no nível do desagradável.