sábado, 14 de junho de 2008

Mensagem

Bellum sine bello

A Europa, morta, jaz torta,
Na ponta dos cotovelos:
De Oriente a Ocidente, jaz, agiotando,
Toldada de românticos desvelos,
A droga dura, na narina, flutuando.
O cotovelo esquerdo é ora recuado;
E o direito, em ângulo fixo disposto.
Aquele diz Rússia, onde é pousado;
Este, Santo Império, onde, restaurado,
A Alemanha inteira se sustenta,
E a França, gasta, seu rosto apoia.
Fita, com olhar 'sfíngico e fatal,
A América, artrose seca do Passado.
A Miséria com que fita é Portugal.
(In "Louvor e Profanação de Mário Cesariny de Vasconcellos", Lisboa, 1990)

Neste blogue praticam-se a Liberdade e o Direito de Expressão próprios das Sociedades Avançadas

1 comentário:

Alma Elétrica disse...

Cesariny o pedófilo parasita.
O merdas está morto.
Pim!
Paz ao seu pincel!